Internet das Coisas

IoT no meio ambiente: agricultura sustentável

IoT no meio ambiente: agricultura sustentável

iot no meio ambiente

A conectividade no campo está se tornando uma grande aliada tanto do aumento das safras quando para a adoção de práticas agrícolas mais sustentáveis. Isto porque sensores e a IoT têm produzido um grande volume de informações, as quais são estratégicas para a utilização mais racional dos recursos naturais, dos insumos e para o planejamento das colheitas e do manejo em geral.

O agronegócio é uma das fronteiras mais importantes para a Iot nos próximos anos. De acordo com dados de um estudo do estudo da McKinsey Global Institute, o impacto econômico anual de IoT no Brasil deve girar por volta de US$ 50 a US$ 200 bilhões em 2025. E são muitas as aplicações destas tecnologias que podem contribuir com a redução dos impactos ambientais negativos a partir da atividade agrícola. E algumas delas, são:

Agricultura inteligente

Usando sensores inteligentes, os agricultores podem monitorar o clima, a umidade do solo e a luz solar e reduzir a quantidade de água usada na irrigação, podem controlar e reduzir a quantidade de defensivos aplicados nas lavouras e a energia consumida na propriedade.

Acompanhando o crescimento das plantas e até a floração, por exemplo, os produtores rurais conseguem planejar a colheita, a preparação da armazenagem e do transporte, ou ainda o melhor momento para comercializar a sua safra. E isto contribui para usar com racionalidade os recursos naturais, tornando a atividade mais sustentável, uma vez que deslocamentos serão mais controlados e sem desperdício de combustível, de água e outros produtos, que naturalmente já provocam impacto quando de sua fabricação.

Consumo de agrotóxicos

De acordo com dados da Anvisa, 18% dos alimentos do país são contaminados com agrotóxicos, o que torna o Brasil o principal consumidor global deste insumo. A Internet das Coisas (IoT) auxilia a monitorar a sua aplicação, de acordo com a real necessidade, seja do ponto de vista da quantidade necessária para aplicação, definida a partir de análises das lavoras que podem ser feitas a partir de fotos tiradas de um celular, até a área exata que precisa receber o produto. Economiza-se na compra desses químicos, sempre cotados em dólar, e melhora-se a qualidade da lavoura e, consequentemente, a saúde da população que vai consumir.

Manejo Sustentável da Integração Lavoura-Pecuária (ILP)

As Tecnologias para Manejo Sustentável da Integração Lavoura-Pecuária apresentam excelentes resultados, especialmente para o aproveitamento do espaço disponível, sem a necessidade de buscar novas áreas que poderiam ser desmatadas. Esse sistema consiste na adoção de atividades agrícolas e pecuárias de forma integrada na mesma área em um modelo de rotação ou sucessão. O resultado é um menor impacto sobre os recursos naturais e a redução de processos de degradação. Tudo monitorado por uma plataforma de conectividade, inclusive o gado.

 

Gostaria de saber mais sobre a utilização da conectividade? Entre em contato com a gente!

 

Tags: