Internet das Coisas

IoT no agronegócio: conectividade e inovação no campo

IoT no agronegócio: conectividade e inovação no campo

IoT no agronegócio: conectividade e inovação no campo

O uso da Internet das Coisas (IoT) cresce cada vez mais, permitindo melhorias no rendimento e na organização de segmentos importantes da economia, a exemplo do que acontece com a aplicação da IoT no agronegócio brasileiro.

Setores como indústria, comércio e até medicina estão sendo transformados pela IoT de forma bastante positiva. Uma projeção da McKinsey aponta que a Internet das Coisas irá impactar de 4% a 11% na economia global em 2025. No Brasil, a cifra alcançará de 50 a 200 bilhões de dólares no mesmo ano.

Por que investir em IoT no agronegócio

Diante dos desafios do setor agrícola nacional em aumentar a produtividade para suprir a demanda por alimentos ou ainda responder à competitividade do mercado global, produtores rurais estão despertando para as aplicações de IoT no agronegócio.

As perspectivas desse despertar são otimistas: projetos de Internet das Coisas no Brasil têm potencial para gerar até US$ 132 bilhões à economia do País, sendo o agronegócio um dos maiores focos desse investimento, de acordo com o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES).

Assim, investir em IoT no agronegócio permite não só automatizar atividades como plantio, colheita e manejo do gado, mas também coletar dados de forma mais organizada e inteligente, sugerindo decisões mais estratégicas ao produtor.

Aplicações de IoT no campo

Vimos que o uso da IoT no agronegócio permite criar sistemas avançados de gestão, monitoramento e controle da produtividade agrícola, colaborando para que o setor torne-se cada vez mais competitivo e dinâmico.

Com isso, a adoção de dispositivos tecnológicos permite usar a telemetria para verificar as condições de tratores e maquinários a distância, medir a quantidade de sol que incide sobre as plantações, identificar a posição do gado no pasto ou ainda usar informações de satélite para encontrar pragas ou avaliar a densidade da vegetação.

Uma pesquisa da Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão (CBAP), órgão ligado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, mostra que 67% das propriedades agrícolas já adotam inovações tecnológicas em suas atividades.

O dado é um retrato de que os desafios que a IoT no agronegócio pode ajudar a vencer são um dos principais motivos para que os produtores rurais considerem de forma efetiva a adoção da Internet das Coisas no campo.

Para que você conheça mais sobre as possibilidades que a IoT no agronegócio possui no aprimoramento do setor, a Arqia preparou o e-book “Conectividade de IoT no Agronegócio”.

Nele, você irá encontrar dados relevantes e um contexto completo dos usos e aplicações da Internet das Coisas no campo, além dos progressos que a IoT está oferecendo para a construção da chamada Agricultura 4.0. Baixe gratuitamente o e-book aqui.

A Arqia possui plataforma de conectividade IoT e um amplo portfólio com opções de conectividades para cada segmento do setor. Converse com nossos especialistas e descubra como podemos atender às suas necessidades.

GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE A UTILIZAÇÃO DA CONECTIVIDADE? ENTRE EM CONTATO COM A GENTE!